sexta-feira, 27 de março de 2015

poema rigoroso

Em bom rigor
como um átomo
um amo-te
há-de bastar

3 comentários:

  1. Sim, e depois vem a "desintegração"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois mas isso já pertence às cenas dos próximos capítulos... Obrigada jrd.

      Eliminar
    2. Ficarei na expectativa.

      Eliminar