sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

A vida é sempre à hora certa

Relógios Derretidos (pormenor), Salvador Dali



A vida é pontual
tudo à hora certa
tão correctas espertas
as correias
do cavalo peado
piada com hora marcada
a ferro e jorro
um pequeno rio
corre pontual
e segue a trote
no prado circular
mais uma voltinha
mais uma viagem
carrocel caracol
gosma coragem
erro é sal

deus nos livre e guarde
da vã liberdade
horas mortas
horas vagas
vergas amestradas
que dão em livros
que dão nas vistas
longe da retina caseira
um relógio derretido

Olhá rotina canseira!
É frutó chocolate
bolinhas
com creme ou
sem esperma mousse
treme treme gelatina
ramerrame pontual
abranda a corrida
desmonta carga
regressa a criatura
ao pedestal
porque a vida cega
e segue
sempre pontual

Sem comentários:

Enviar um comentário