quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Poema Suiço



Um poema versátil
resistente um canivete
suiço em aço
seguro luz
na dupla face
ferramenta ideal
amuleto de exércitos
do mundo
ou singulares aventureiros
decorativo icónico
melhor
quando original

Um poema incisivo
punhalada ao centro
para deixar entrar o ar
se uma bala engasga
a garganta
a boa intenção
toda gente aguenta 
depois de uma bela fervura
chuva de canivetes
é brinde de cirurgiões
amuleto
luz na dupla face


Um poema penetrante
faca abre vinhos
salva-vidas relíquia
de família ajudando
nos partos das jumentas
parte o vidro
de emergência
para a via de fuga
lâmina grande
lâmina pequena
luz na dupla face
mil funções contra
fome e sede
amuleto
nas farpas dos pés









Sem comentários:

Enviar um comentário